Kami Nomi 229 e Pacing

kaminomi boys lol

Pervertidinhos…

Enquanto eu estou me matando para assistir o último episódio de Hyouka e fazer uma critica. Kami Nomi me fez pensar sobre uma coisa… Eu vou assumir que vocês estão familiar com pacing:

pacing

Pacing é a forma de diminuir a velocidade da história para não esperarmos mais e mais e mais sem nenhuma pausa até chegarmos a níveis absurdos ou que simplesmente o autor não consegue subir o nível mais.

Alguns seguem uma formula exata, outros não, dando uma dinâmica interessante, outros são executados de uma forma bem estranha, de qualquer forma, eles geralmente são perceptíveis depois do final de um arco e tentam preparar para outro.

E enquanto podemos passar o dia inteiro falando sobre como Slices of Life não precisam/tem pacing, que eu vou falar mais na minha review de Hyouka. Eu quero falar sobre algo mais especifico baseada nisso:

Quando você trabalha em uma série, seja mangá, seja de televisão (anime ou não) ou até mesmo em um filme, geralmente você não pode perder muito tempo, para o leitor não se cansar, e até mesmo você.

LOL

Isso vai de flashbacks (como os putos dois anos de tenjou tenge que colocaram uma construção estranha no anime), a fillers.

O problema é que, nem sempre isso agrada quem lê, e se você notou… Não estamos mais falando de pacing exatamente, mas de mini arcos. Eu sempre gostei das “rotinas” e histórias dos personagens de Dragon Ball simplesmente vivendo uma vida normal, é divertido ver eles treinando ou numa jornada pelas esferas, mas foi completamente chato ver o que aconteceu depois do arco do Pain antes dos Hokages, mais por personagens fora do personagem… mas isso é outro assunto, e antes que eu continue falando mal de Naruto, o episódio filler mais hilário que já vi (que tecnicamente é canon por ser o Kishimoto que desenhou em um databook) é o da mascara do Kakashi.

Essas histórias podem ou não colaborar com a série em geral, é um ótimo ponto para apresentar personagens apesar de muitas vezes parecer forçado (como quando encontramos alguns mamodos antes do arco do Faudo no mangá Zatch Bell), e principalmente o que me frustra geralmente:

Construção e Desenvolvimento de personagem.

Geralmente depois de um grande arco, esse é um bom momento para reflexões sobre o que aconteceu, mas isso raramente acontece além de uma breve menção, algumas vezes me faz me sentir quase como um OVA onde tudo isso acontece e o personagem não lembra, e isso entra em conflito com pensamentos alguns anos depois, foi só uma questão momentânea quando deveria ser algo constante.

Eu estou tentando segurar o assunto pra review de Hyouka mas… Se você me perguntar, Kami Nomi está bem mais fraco em comparação com os outros arcos, mas a série foi trabalhada para nós estarmos acostumados com isso, Kami Nomi é uma série casual, mas ela não te entedia até morrer.

Nós podemos conversar sobre o fato de existir um objetivo mesmo dentro de pequenos arcos, mas isso é irrelevante quando considera que cada capítulo tenta te entreter, você pode pegar esse capítulo sozinho, e claro, vai haver muitas perguntas, mas você vai gostar de ler.

Talvez o que chame a atenção pra mim nesse caso, é o fato de Keima sempre poder quebrar todos as enrolações comuns em história que ele conhece para um atalho direto ao que ele quer, esse arco vai ser rápido, mais uns dois ou três capítulos antes dum confronto ou chegar no barco.

Vale constar que não é mais uma questão também de “Ah, por isso o Keima não lembra”, mas sim de todas as outras razões, aqui vimos não só especulação, mas palavras mesmo da Tenri, é claro que ela pode não ser tão bem explorada, infelizmente… Mas ainda assim é possível entender a razão dela confiar tanto no Keima, e dela ficar ofendida por não lembrar, só espero que isso seja explicado a ela (sem falar que to doido pra ver mais um capítulo engraçado das meninas com o Keima). Detalhes na arte são só complementos, coisas no cenário que alguns animadores fazem… no caso, a fofura deles, o Keima não está com jogos mas ao menos fica brincando com a peruca enquanto instrui a Elsie, e nós notamos que ele está trabalhando para encurtar algo que daria mais de três capítulos cada, e seria insuportável.

Por mim, isso é algo de se admirar, e eu sinceramente acho que não posso fazer.

Eu dou a esse capítulo um 6/10 (que é pouco, mas pra um capítulo de baixo “nível” em pacing, é muito).

PS: Falando da Tenri fiquei com saudades da Nora… Acho que vou assistir os OVAs… Que por sinal foram uma ótima ideia em vez de fazer um episódio.

Anúncios

Um pensamento sobre “Kami Nomi 229 e Pacing

  1. Munin disse:

    Se eu fosse uma pessoa imatura, eu postaria algo no post em si falando que esse é post 69. Mas como não sou, não comentei, ha ha…! OH WAIT.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s