Shingeki no Kyojin #1 – Primeiras e Segundas impressões.

Shingeki no Kyojin é uma série feita por… que é de… Tá, na verdade eu não li nada sobre a série, pois meu amigo me passou os links e ficou três dias falando pra eu assistir compulsivamente, então o que você verá aqui é a minha opinião sem absolutamente nenhum spoiler/informação do primeiro episódio.

Ela correndoi me parece aquelas ninjas.

Ela correndo me parece aquelas ninjas.

Temos lutas que me lembraram Claymore lá pelos capítulos 80 na abertura, depois de uma introdução estilo final fantasy tactics da qual eu não reclamo, foi mediana e boa para explicar a situação logo de cara, mas aqueles flashes pra mudar de cena são irritantes pra caralho. Ah, e em menos de cinco minutos não gostei do protagonista que grita três a cada cinco palavras, isso já me faz duvidar da minha paciência pra assistir o resto da série.

Só deles comentarem dos sentinelas já notamos que o até então chamados por mim de Youma, e temos uma exposição de que eles devem ter as lutas legais antes da guerras de invasão quase spoiladas pela abertura.

E então enquanto esquecemos dos personagens para eles apenas tacarem informação, finalmente somos apresentados ao quão sério é por apenas ver os riscos e o que a série é permitida a nos apresentar pelo horário, o choro da mãe ou duma menina ali já seria suficiente, mas nããão, vamos traumatizar uma mãe dando o braço do filho dela antes de dar qualquer notícia, é nesses momentos onde uma série beira entre maturidade/realidade e gore, é uma linha cuidadosa, mas foda-se por mim pois pelo menos durante um minuto o protagonista calou a boca, mas eu acho tão engraçado como os personagens acabados por perdas não se importam nem um pouco com sentimentos da mulher que está quase louca, e nem ao menos confortá-la eles fizeram, no lugar, desabafaram sua incompetência ignorando qualquer conceito de companheirismo por um colega sacrificado em batalha, e o exagero ali chegou a me dar risadas em vez de estabelecer um clima sério.

finalmente

Finalmente, a melhor parte do episódio!

Até agora eu só estou vendo uma cópia de Island com estilo de arte do anime de Claymore mas com fetiche por olhos, MAAAS por outro lado Gurren Lagann seguiu esse padrão no primeiro episódio só que a diferença é que eu estou tendo que aguentar o Naruto falando em vez do Kamina.

O cara vai deixar pra mostrar pra depois o que havia no porão… Eu tenho más notícias pra você.

Não houve muito drama ao depois de mencionar a casa que obviamente ela estaria ali pois ele grita a cada 5 segundos então ele pode muito bem estar só com fome e nós não sabemos.

E qual é essa do fetiche por olhos, sério? É mais perturbador que os titãs, falando nisso, pelo menos claymore tem peitos e bundas nos monstros.

bundas

Tá, nesse tem peitos e bundas, MAS EU ME REFERIA AO OUTRO SEXO.

Eu desliguei o volume, sério.

De repente a cidade fica vazia e o gigante escolhe ela pra fazer drama… seriously?
Pra alguém que tava com as pernas esmagadas ela se move muito bem. Obrigado titã por resolver o problema.

Eu sou o único que notou que eles encolheram? A cabeça dava na muralha e depois eles pareciam bem menores invadindo a cidade, e onde estava o resto dos zumbizinhos?
Considerações finais:  A arte incrível que me lembra Claymore com os toques mais gores e aviadados de Deadman Wonderland são bons, ESPECIALMENTE os cenários, e se não fosse o fetiche por olho aparecendo várias vezes eu até faparia pela scenery porn. Mas fora isso, eu não vejo um desenvolvimento muito profundo, os personagens são fracos, se salvando levemente o tiozinho bêbado, eles matam personagens antes mesmo de ligarmos, o menino já tinha uma motivação pra entrar no grupo de sentinela, matar a mãe dele logo agora é algo bem fraco, pois morte já parece bem barata aqui, e se alguém falar que devemos nos importar com o personagem pois ele perdeu a mãe, muitos outros perderam parentes ali.

A chave que abre o porão que provavelmente vai estar intacto é o que eu acho que vai trazer toda a tecnologia não vista na defesa para o que vimos na aventura, o que é engraçado é ter mais gente na abertura do que houve na cidade inteira. Eu não sei o que o pai dele fez, se salvou a cidade de um vírus que infestou Ba Sing Se.

A prima dele parece ser uma órfã, talvez seja só adotada assim shippings florirão mais inocentemente, e ela é melhor em tudo pois levou uma realidade mais dura como o tapa acorda pra vida que ele levou o episódio inteiro, mas isso não vai impedir ele de gritar e gritar no próximo episódio.

finalmente

Vocês não tem ideia do quanto eu adorei isso.

Eu não assistiria o resto se eu não tivesse baixado antes, e talvez eu seja forçado a ver pelo menos até o cinco ou seis, e pelo que vi a série está em lançamento, mas duvido muito eu acompanhar até o final.

PS: Eles falam de uma religião sobre a muralha algumas vezes, mas a muralha é destruída então basicamente 60% das possibilidades sobre uma religião com a informação que temos é perdida, a não ser que seja algo relacionado com eles serem punidos pelo deus, mas isso fica muito Gurren Lagann (lord genome) e os anjos de evangelion.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Shingeki no Kyojin #1 – Primeiras e Segundas impressões.

  1. Corujão disse:

    Huh. Não tinha reparado nessa do fetiche dos olhos.

    Blog interessante. Já pensou em fazer review de School Days? XD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s